sexta-feira, 24 de julho de 2009

Parte I - Uma noite quente de 1994




Não lembro o mês, tão pouco o dia, mas sei que foi no ano de 1994, estava muito quente, isso eu lembro, era meu primeiro ano estudando no período noturno e naquele dia em vez de entrar para assistir aula, fui jogar futebol na quadra que fica na praça, ao lado da escola, na rua de cima da favela.
Era meu segundo ano naquela escola, Escola Municipal Henrique Mélega, na Vila Primavera zona leste de São Paulo. Conhecia um rapaz era alguns anos mais velho que eu, era um amigo, gostava de mim e eu dele, mesmo em se tratando de uma amizade recente.
Eu sabia que ele era envolvido com drogas e mesmo assim eu admirava-o muito, ele trabalhava, usava roupas legais, ficava com muitas garotas, tocava instrumentos musicais, jogava muito bem futebol e principalmente, era respeitado pelos demais garotos.
Comecei a andar com ele e fui aceito por ele, sempre estávamos juntos até que nesta noite ele me apresentou aquilo que seria a maior “paixão” da minha vida; a droga.
Era um saquinho azul que ele abriu e preparou em cima de uma ripa de caixa de feira, dessas que se coloca frutas, isso aconteceu exatamente no centro da quadra, ao ar livre estava razoavelmente vazio e as poucas pessoas que lá estavam não pareciam se importar com a cena, na realidade não fomos importunados por ninguém.
Esse rapaz estava acompanhado de outro e os dois preparavam a droga e riam muito, eu pensei que eles estavam de brincadeira, que aquilo não era droga, pensei que fosse uma espécie de pegadinha, mas eles insistiram dizendo que era droga e que era muito legal e que eu tinha que experimentar. Pedi que um deles usasse também, mas eles disseram que aquela era especial para mim.
Fui convencido, mas antes de ingerir a tal substancia deixei bem claro seria a primeira e ultima vez que faria uso daquilo. Eles concordaram que seria só para eu conhecer, assim fiz uso de droga pela primeira vez com muita tranqüilidade, pois tinha a certeza que seria apenas para conhecer e nunca mais voltaria a usá-la.
Parece que o mundo parou naquele momento, o gosto não era muito agradável, era forte, lembro ter dito “não estou sentindo nada”, mas estava, estava me sentindo bem, coração disparado, vontade de correr, mas não era medo, era energia, estava com tanta energia que tinha que extravasar. Joguei muito futebol aquela noite, suei muito também, fui para casa contando a um amigo o que havia acontecido e ele falará que tinha notado que estava diferente e realmente eu estava.
Cheguei em minha casa e entrei sorrateiramente já havia passado das 23hrs, tomei um banho, um copo de leite e deitei, ninguém em casa notou o que estava acontecendo, não consegui dormir aquela noite, mas estava me sentindo bem, não havia motivo para preocupação e em minha consciência eu repetia “nunca mais farei isto, foi só para experimentar!”.

13 comentários:

  1. É bom continuar mesmo... quero ler!

    ResponderExcluir
  2. Fernanda - Ellas.Com1 de setembro de 2009 18:47

    Fê, não conheço sua história, mas te admiro mto. Espero que vc continue escrevendo sua trajetória e faça um livro!! sim, um livro!! Vc escreve bem.
    Bjãooo

    ResponderExcluir
  3. oláá feeh
    quero ser a revisora do seu livro hein... rs
    a sua experiência de vida é maravilhosa e com certeza, deve ser compartilhada, pois há milhares de pessoas q precisam conhecer seu testemunho... parabéns!!!

    ResponderExcluir
  4. OI!!!
    Achei muito importante vc tomar essa iniciativa de compartilhar sua história e ajudar quem esta passando pelo mesmo que vc passou.
    Sei como foi difícil pra vc, pois vc me contava da sua luta constante.
    Fico muito feliz em saber que isso ja esta superado.
    Bjos Luiza!!!

    ResponderExcluir
  5. Nossa Fer! Agora mais do que nunca posso dizer: Deus é fiel!!!! E o que Ele começou em sua vida, não terminou!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  6. minha ja usou mas ela dis que nao usa mais so que as vezes ela e um pouco agressiva e muito calada sera que ela ainda pode esta usando novamente

    ResponderExcluir
  7. pocha... muito maravilhosa varão a sua hitoria

    ResponderExcluir
  8. Qual é a droga que você experimentou nesse dia e em qual se viciou?

    ResponderExcluir
  9. me ajuda eu to morrendo =/

    ResponderExcluir
  10. Mais quando o casal usa junto e sofre junto , como fazer ?

    ResponderExcluir
  11. Como fazer p largar o vício se um casal for dependentes

    ResponderExcluir
  12. Mais quando o casal usa junto e sofre junto , como fazer ?

    ResponderExcluir